O Oscar é o prêmio mais importante do mundo do cinema. Todos os anos, a indústria cinematográfica de Hollywood se reúne para honrar os melhores filmes em diversas categorias, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator. O ano de 2019 não foi uma exceção, e a cerimônia do Oscar de 2019 teve muitas surpresas e emoções.

Entre os indicados à categoria Melhor Filme, havia muitos filmes de grande qualidade, incluindo Pantera Negra, A Favorita, Nasce Uma Estrela e Bohemian Rhapsody. Todos esses filmes são obras-primas em diferentes formas e conquistaram o coração do público e dos críticos por suas histórias cativantes, performances excelentes e produção impecável.

No entanto, o meu filme favorito entre todos os indicados e o vencedor na categoria Melhor Filme do Oscar 2019 foi Green Book: O Guia. Dirigido por Peter Farrelly, com roteiro de Nick Vallelonga, Brian Currie e Peter Farrelly, o filme conta a história de Tony Lip (Viggo Mortensen), um segurança ítalo-americano que é contratado para ser o motorista do pianista afro-americano Don Shirley (Mahershala Ali) durante uma turnê no sul dos Estados Unidos nos anos 60.

O que me encantou em Green Book: O Guia foi a maneira como o filme misturou humor, drama e emoção para contar uma história baseada em fatos reais sobre dois homens de origens e perspectivas diferentes que, apesar de todas as diferenças, encontraram respeito e amizade um pelo outro. O filme é uma mensagem poderosa sobre a importância da tolerância, compreensão e respeito entre todas as raças, culturas e origens.

Além disso, Green Book: O Guia conta com performances excepcionais de seus dois protagonistas, Viggo Mortensen e Mahershala Ali, que mereceram seus prêmios de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante no Oscar de 2019. A química entre os dois personagens é incrivelmente forte, e a maneira como eles se desenvolvem durante a história é envolvente e emocionante.

Outro aspecto que eu adorei em Green Book: O Guia foi a sua trilha sonora. Composta por Kris Bowers, a música do filme é uma mistura de jazz, blues e clássico que reflete perfeitamente o ambiente do sul dos Estados Unidos nos anos 60 e a jornada dos personagens.

Em resumo, Green Book: O Guia foi o meu filme favorito entre todos os indicados e o melhor filme do Oscar de 2019. Sua mensagem sobre a importância da amizade e do respeito entre diferentes culturas é atemporal e necessária atualmente. Além disso, o filme é um exemplo de como é possível criar um trabalho emocionante e divertido, mesmo sobre assuntos difíceis e controversos.

Por tudo isso, recomendo Green Book: O Guia a todos os amantes do cinema e da boa história. Este filme é uma obra-prima que merece ser lembrada como um dos melhores filmes da história de Hollywood.