A Copa do Mundo de 2018 na Rússia está em pleno vapor, e um dos confrontos mais aguardados é entre as seleções de Peru e Dinamarca. Ambos os times estão no Grupo C, juntamente com Austrália e França, e a vitória neste jogo é crucial para as ambições de ambas as equipes de avançar para a fase eliminatória.

A seleção peruana está de volta à Copa do Mundo após 36 anos, e os fãs estão ansiosos para ver como o time de Ricardo Gareca vai se sair na Rússia. A equipe peruana vem de uma campanha sólida nas eliminatórias da América do Sul, terminando em quinto lugar e se classificando para os playoffs intercontinentais. Em um confronto emocionante contra a Nova Zelândia, o Peru garantiu sua vaga na Copa do Mundo com uma vitória por 2 a 0.

No entanto, a seleção peruana não chega à Rússia sem problemas. O capitão Paolo Guerrero, que marcou cinco gols nas eliminatórias, está enfrentando uma suspensão de 14 meses por doping e sua presença na Copa do Mundo ainda é incerta. Além disso, Jefferson Farfán, um dos jogadores mais experientes do time, sofreu uma concussão em um amistoso contra a Escócia e também pode não estar disponível para a estreia.

Por outro lado, a Dinamarca chega à Copa do Mundo após uma campanha sólida nas eliminatórias europeias. Eles terminaram em segundo lugar no Grupo E, atrás da Polônia, mas garantiram sua vaga diretamente na fase de grupos. A seleção dinamarquesa é liderada por Christian Eriksen, um dos meio-campistas mais talentosos da Premier League. Eriksen marcou oito gols e deu três assistências nas eliminatórias, o que mostra sua importância para a equipe.

A seleção dinamarquesa também tem outros jogadores-chave que podem fazer a diferença em campo. Thomas Delaney é um meio-campista versátil que pode jogar tanto como volante quanto como meia-central, e Kasper Schmeichel é um goleiro experiente que pode fazer defesas importantes em momentos cruciais da partida.

Em termos táticos, espera-se que a seleção peruana jogue um futebol ofensivo, explorando a velocidade de Farfán e a habilidade de Edison Flores e André Carrillo nas pontas. A provável ausência de Guerrero será um golpe duro para o Peru, mas ainda assim eles têm jogadores talentosos o suficiente para causar problemas para qualquer defesa.

Por outro lado, a Dinamarca deve jogar de forma mais cautelosa, priorizando a defesa e explorando as oportunidades de contra-ataques. Eriksen deve ser o principal criador de jogadas, contando com a ajuda de Delaney e do atacante Nicolai Jørgensen.

No final, este jogo promete ser equilibrado, com ambas as equipes tendo chances reais de vencer. Será interessante ver como a seleção peruana lidará com a provável ausência de Guerrero e como a Dinamarca lidará com a pressão de ser considerada a favorita neste confronto. Mas tudo pode acontecer em uma Copa do Mundo, e é por isso que o futebol é um esporte tão emocionante. Vamos aguardar ansiosamente pela partida e torcer para que seja um grande espetáculo!